A maioria das pessoas sabem o quanto é difícil se sustentar apenas com o dinheiro da aposentadoria, sendo que os produtos e os serviços que necessitamos estão cada vez mais caros, além de ineficientes em alguns casos. A economia brasileira não está nada bem também, devemos lembrar disso, o que só complica mais ainda a situação de quem é aposentado. É preciso muito planejamento para fazer o dinheiro render o máximo possível.

Precisamos atentar também para o fato de que os idosos quando chegam a terceira idade, precisam de cuidados que não necessitavam antes. Doenças como diabetes, hipertensão e problemas no coração são exemplos bem claros disso, sendo que a ocorrência delas é muito mais forte nas pessoas com mais idade. Assim, é preciso sempre esperar que se gaste um certo dinheiro com medicamentos, consultas e exames.

Acompanhe agora uma lista de dicas para você economizar o dinheiro da sua aposentadoria.

Faça uma tabela com os seus gastos

Saber exatamente de quanto são os seus gastos, é imperativo para você conseguir manter o mínimo de controle sobre eles. Monte uma tabela no Excel ou numa folha de papel mesmo, coloque os gastos fixos que você possui todos os meses, aqueles com o valor aproximado, como contas de água e luz, e ainda coloque o dinheiro gasto com comida, remédios e afins.

Muitas vezes começamos a gastar desenfreadamente, achando que certas coisas como lanches baratos não vão impactar na conta final, mas depois vemos que é exatamente o contrário. Por isso é importante também se controlar nesse sentido. E sempre planeje pensando numa possível eventualidade, que sempre acontece na nossa vida, infelizmente. A partir disso, você poderá ir adaptando os seus gastos a sua realidade financeira com o tempo.

Corte as coisas supérfluas

Muita coisa que lota o nosso orçamento é banal e sem muita serventia, essa é que é a verdade. Por exemplo, se você paga um plano de TV a cabo sendo que quase nunca assiste TV, esse é um dinheiro desperdiçado. Na esteira desse pensamento, passe um pente fino na tabela com os gastos que você tem, e analise cada um dos itens de maneira minuciosa. A partir daí, veja aquilo que é supérfluo, que seria algo que você passaria muito bem sem, e retire isso do seu orçamento imediatamente.

Claro que pensar nisso pode assustar, porque afinal nós quando aposentamos, queremos nos sentir confortáveis e seguros, e de certa forma essas coisas superficiais que mantemos é produto desses sentimentos. Estabelecer prioridades nesses casos é de suma importância. Vai valer a pena quando estiver sobrando mais dinheiro para pagar as suas contas e para gastar com outras coisas, você verá.

Renegocie as suas dívidas

É difícil encontrar hoje em dia alguém que não tem sequer uma dívida para contar história, e isso é deveras preocupante. Mas, a questão pior ainda que existe é que as pessoas tem muitas delas, não apenas uma. Nesse caso, é preciso haver uma conversa entre o aposentado e a empresa ou instituição cuja a dívida foi feita, porque sempre é possível renegociar a dívida, parcelá-la novamente ou até mesmo pagar um valor menor total, só que à vista.

Os pormenores você discutirá diretamente com quem for o responsável, e tente ser o mais solícito possível e educado, isso é importante no processo. Fazer isso te garantirá um nome limpo, ou se for o caso a saída do seu nome da lista dos inadimplentes. Não fique esperando a sua dívida quadruplicar, para aí sim buscar resolver, porque do contrário pode ser tarde demais.